Postado por Leo Mesquita on sábado, outubro 27, 2012
Marcadores: , ,

O SportWatch GPS da Nike foi meu companheiro de treinos no modo GPS por menos de um ano, bem menos. Os problemas começaram aos poucos a aparecer até que ele parou completamente de comunicar com o computador. Não executando esta função sabia que mais cedo ou mais tarde a memória do relógio ia ficar cheia impedindo definitivamente o uso do equipamento no modo GPS. Tentei enviar o produto para manutenção aqui no Brasil, mas a Nike se recusou a fazê-la por que eu comprei o produto nos EUA e não possuo comprovante fiscal da compra. Não quis maiores aborrecimentos e simplesmente não busquei outro caminho. 
Hoje continuo usando o produto no modo Stop Watch, ou seja, nada além do que um outro relógio meu faz. Um relógio Timex com marcador de voltas é tudo o que um atleta corredor de rua precisa. Na verdade, com um pouco mais fazemos exatamente o que um GPS nos oferece num custo bem menor, e sem chances de você rapidamente se decepcionar. 
Existem diversos sites onde podemos traçar a rota de nossos treinos e ter uma informação super completa do trajeto. Estes sites oferecem inclusive maior precisão do que a oferecida pela marcação através do GPS. Eu uso o Linha de Chegada e o MapMyRun. Sabendo exatamente por onde vou passar e o ritmo a manter durante o treino sei portanto o tempo de conclusão esperado.
Foi assim que dei adeus ao GPS! E não está fazendo a menor falta.

2 comentários:

Aline Costa disse...

Leo, tb tenho um que comprei nos EUA e já prevejo esse problema. Aconteceu a mesma coisa com meu sportband e não consegui resolver aqui pq tb tinha comprado fora. Bom, acho que não vou cometer o mesmo erro pela terceira vez... vou fazer como vc e optar pela simplicidade.

Sergio disse...

Nessas coisas eu sou conservador e vou com o mainstream. A referência para mim de análise de tecnologia para sport é o dcrainmaker.com, blog americano. A Garmin ainda é a referência de gps para corrida. Meu garmin forerunner 305 já funciona há dois anos e não me deixa na mão... Corro tranquilamente sem ele, mas confesso que ele me ajuda um bocado com os treinos de tiro, me avisando quando alternar os tiros e descansos, e longões, especialmente porque viajo com alguma frequência e aí posso correr sem planejar antes o trajeto.
Mas é claro que é possível treinar só com um relógio mesmo, o gps é mais uma comodidade. Ninguém vai ficar mais rápido por conta dele. Aí o que conta é a inteligência de escolher os treinos certos e a dedicação em cumprí-los.
abs,
Sergio

Search