Postado por Leo Mesquita on segunda-feira, março 11, 2013

A teoria econômica relacionada à lei da oferta e da procura sugere que o preço do produto é determinado pelo consumidor, isto considerando uma estrutura de mercado perfeito. Nesta condição o consumidor decide quanto pagar. O fornecedor neste caso só pode concordar ou não com as exigências, e decidir se vale a pena ou não fornecer o produto ao preço ofertado pelo seu cliente.
Diversos fatores de mercado influenciam nesta lógica. Os desejos e necessidades pessoais, o poder de compra do consumidor, a disponibilidade do serviço de forma a atender toda a demanda, existência de produtos similares ou concorrentes, a capacidade das empresas de fornecer o produto de acordo com a exigência do mercado.
No mercado de eventos relacionados com a corrida de rua percebe-se que a situação é bem diferente da descrita acima. Os fornecedores, neste caso os organizadores de provas, colocam o seu produto no mercado voltado para um público extremamente selecionado. Este público alvo não tem muito o que negociar. Aqui o consumidor é que tem de dizer se aceita ou não as condições colocadas pelos fornecedores. Pagar ou não pagar o preço exigido parece ser a única forma de negociar. O consumidor é quem aceita ou não as condições.
Portanto cabe a nós corredores sabermos escolher o que vamos adquirir. Nada mais podemos fazer. Ao nos inscrevermos em um evento é preciso que saibamos exatamente o que está sendo ofertado. Se um certo fornecedor passa a ser reincidente em certos tipos de problemas, cabe apenas a nós aceitar o risco de adquirir o produto. Uma vez adquirido, cabe a nós também cobrar que o produto seja entregue exatamente como contratado. Sendo assim, antes de qualquer coisa, é preciso ler atentamente as condições em que o produto será entregue. Ou seja, é preciso ler o regulamento da prova. 
Para quem vê a corrida de rua como uma simples seção de cinema que ocorre todos os finais de semana, muito coisa irá passar em branco. Mas quando passamos a ser mais seletivos, ai sim, poderemos exercer o nosso direito de consumidor.
Bons treinos a todos!

4 comentários:

ivana. disse...

... é verdade, temos que ser bem criteriosos ... Beijo.

Marcelo Camargo disse...

Sempre descrevendo suas opiniões com as palavras certas!! Quem dera se a maioria dos corredores fossem sensatos como vc.

Paulo disse...

Concordo plenamente com o que escreveu!

Abraços e bons treinos!

Paulo
Corre Coração

Eduardo Gonçalves disse...

As corridas estão cada vez mais caras no brasil, é um baita negócio promover.

Search