Postado por Leo Mesquita on quinta-feira, junho 30, 2011

Agora é hora de não ter pressa, de esperar que o tempo passe bem lentamente. Durante o primeiro semestre treinei pesado, muitas vezes tive pressa. A ansiedade bateu à porta muitas vezes. Queria que o momento da largada chegasse logo.
Agora não! Definitivamente este é o momento de ser leve. Obviamente as coisas se resolverão. As lesões, mais cedo ou mais tarde, serão naturalmente curadas. Não é hora de ter pressa. O tempo da cobrança passou. Quanto tempo será necessário? Não importa.
É incrível como nos sujeitamos a um estado de cobrança pessoal desnecessária em diversas situações. Algo que era para ser uma completa diversão passa a ser tratado com uma importância desnecessária. Na pratica do esporte isto também acontece. Mas vou deixar este tema para outro momento. Agora é a hora de ser leve. 
Já fiz as minhas reflexões sobre o que me trouxe até este quadro de periostite. Não encontrei algo que pratiquei de forma errada e que possa ser considerado responsável. Treinei pesado, de forma intensa, tinha as minhas metas e as atingi. Fiz todo o reforço muscular necessário, me alimentei corretamente, dediquei tempo suficiente ao alongamento. Com certeza levei meu corpo ao extremo e ai sim favoreci a lesão. Mas era necessário para chegar à meta proposta. E assim foi feito. A meta proposta era necessária? Ai a resposta é bastante nebulosa. Mas vou ser leve agora.

4 comentários:

Leonardo Nista disse...

É Léo, tudo que é em exageiro enjoa ou lesiona! rss

Eu também estou nessa pegada de corrida, corrida, corrida......corrida...

Realmente é algo viciante, é adrenalina pura, mas nessas férias meu foco será outro, cursos para alavancar minha carreira profissional....afinal de contas eu sou administrador e não vivo de corridas. Eu corro por correr!! rsss

Chega uma hora que precisamos parar e refletir um pouco, senão vamos, mais cedo ou mais tarde, acabar pagando o preço

Força aí parceiro!!!

Abraços

Leonardo Nista
Corro por Correr

Avicor disse...

Força aí Léo !!

Continue firme !!

Abraçoss !!

Romildo

Fábio disse...

Leo:

O mais importante destas experiências, ainda que possam parecer ruins, é o aprendizado obtido !

As vezes nos cobramos demais realmente, mas de tudo isso, ficará a lição...

Força e paciência e logo vc estará correndo novamente...

Fábio

CORRENDO QUE ME ENTENDO disse...

As lesões nos levam a maturidade, pois realmente não enxergamos os excessos , quantos atletas profissionais não vemos mais competindo ou mesmo largando pistas e se divertindo em corridas de ruas... pois as cargas de treinos simplesmente os aposentaram pra sempre do esporte viram padrinhos de eventos. Ja fiquei 6 meses devido a uma overtrainning treinava arduamente manhã e noite 5 x por semana , hj treino 3 x e pratico outro esporte paralelo como treino ,tive uma pequena baixa de rendimento e nunca mais uma lesão desta gravidade, mas precisei levar este tombo pra raciocinar que estava abusando !!!

Search